CONTADOR GOOGLE: 16 MILHÕES DE ACESSOS!

CURTA O ITAPETINGA AGORA NO FACEBOOK

SUPERMERCADO ADONAI - AV. AMÉRICO NOGUEIRA, CLODOALDO

KITANDA E MERCEARIA MOTA - Direção MIRALDO MOTA

SUPERMODA - NA ALAMEDA RUI BARBOSA

PAX PERFEIÇÃO - QUEM É VIVO SE ASSOCIA!

PAX PERFEIÇÃO - QUEM É VIVO SE ASSOCIA!

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2021

CULTURA BAIANA DE LUTO: MORRE RENATO FECHINE, HUMORISTA E CANTOR DE "ROXÉRIO, BEBE NEGÃO e NO TELEFONE CHORO"

O cantor, humorista e compositor Renato Fechine, morreu nesta segunda-feira (8), em Lauro de Freitas, aos 53 anos. Fechine era diabético e estava passando por outros problemas de saúde, inclusive uma depressão profunda. 
Amigos próximos do artista informaram que a causa da morte foi uma parada cardíaca. Renato estava na casa do irmão, em Lauro de Freitas, quando veio à óbito.
Paraibano de Campina Grande e radicado em Salvador desde 1981, Fechine iniciou a carreira aos 12 anos tocando guitarra. Ele compôs dez músicas para o grupo É o Tchan, que estourou no país nos anos 90 e vendeu 15 milhões de discos. Entre elas, a Dança da Cordinha, A Nova Loira do Tchan, Lamba Tchan, Rasta Chinelo e Tempero do Amor.
"Além do artista e humorista, vai fazer muita falta o humano Renato Fechine. A gente que sempre o enxergou como esse cara irreverente, que fazia de tudo pelos amigos, ligava para saber se estava tudo bem, transmitindo alegria, recebe uma cacetada dessas de uma hora pra outra. Ainda mais num momento triste como esse de pandemia", lembra Walmar Paim, baterista do Chiclete com Banana e amigo do humorista.
A solidariedade, companheirismo e irreverência de Renato Fechine também é exaltada por outros amigos do artista, como o compositor Dito Carvalho.
"Ele era uma maravilha de pessoa. Não é porque ele morreu que estou dizendo isso não, mas ele era um grande ser-humano, muito engraçado e companheiro. Mas quando chega a hora não tem como escapar. Estamos todos aqui muito tristes", lembra.
RENATO fez muito sucesso com a música NO TELEFONE CHORO, em que imitava uma criança. Outra musica de sucesso foi a "BEBE NEGÃO", onde se cantava: "... Eu vou Beber pra esquecer meus problemas... Bebe negão...". No início da década de 90 uma outra música virou brincadeira em todo o estado: "ROXÉRIO, em que Renato imitava uma transexual..."



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários sem o seu NOME não serão aprovados

MATÉRIAS ASSINADAS , com FONTE, são de responsabilidade de seus autores.

contatos blog: whats: (77) 98128-5324

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

ITAPETINGA AGORA NO FACEBOOK